quarta-feira, 29 de abril de 2015

Sonda New Horizons da NASA Detecta Feições e Uma Possível Calota Polar em Plutão [Artigo + Imagem + Gif]

Pela primeira vez, imagens da sonda americana New Horizons revelaram regiões claras e escuras na superfície do distante Plutão - O alvo principal da missão que dará um rasante no planeta anão na metade de julho deste ano.

As imagens foram capturadas pela sonda espacial em meados deste mês, a cerca de 107 milhões de quilômetros de Plutão e seu séquito de luas usando-se o equipamento LORRI (Long Range Reconnaissance Imager) à bordo da espaçonave. Cientistas que analisaram as imagens chegaram à conclusão de que Plutão não deve ter uma superfície homogênea, pelo contrário, há regiões mais claras e mais escuras, incluindo uma grande área brilhante em um dos polos, que possivelmente venha a ser uma calota polar.
Hipernovas: Sonda New Horizons da NASA Detecta Feições e Uma Possível Calota Polar em Plutão [Artigo + Imagem + Gif]


"Quanto mais nos aproximamos do sistema de Plutão, começamos também a distinguir feições como a que vemos em um de seus polos, dando início a nossa grande aventura de tentar entender este enigmático corpo celestial", diz John Grunsfeld, administrador associado para missões científicas da NASA em Washington.

Nas imagens também aparece a maior de suas luas - Caronte, circundando-o em uma órbita que dura 6,4 dias. A exposição usada para se conseguir cada imagem - um décimo de segundo - Não foi suficiente para se obter imagens de suas outras luas menores.

Desde que foi descoberto em 1930, Plutão tem se cercado de mistérios. Orbita nosso Sol a cerca de 5 bilhões de quilômetros de distância e nunca, ate o advento da New Horizons, se obteve imagens que mostrassem detalhes de sua superfície, mas estas novas imagens permitem que os cientistas detectem facilmente feições na superfície do planeta anão enquanto este gira em torno de seu eixo.

"Após uma viagem de mais de 9 anos através do abismo do espaço profundo é incrível ver Plutão, que antes era apenas um pequeno ponto visto da Terra se transformando em um mundo real bem diante dos nossos olhos. Estas são as primeiras imagens que nos permitem concluir que Plutão tem sim uma superfície complexa", disse Alan Stern, investigador-chefe da New Horizons, no Instituto de Pesquisa South West em Boulder, Colorado.

Quanto mais a New Horizons for se aproximando do sistema Plutão-Caronte, imagens mais frequentes e com melhor resolução ela enviará para Terra.

"Nós só podemos imaginar que surpresas nos serão reveladas quando a New Horizons passar raspando a apenas 12.500 quilômetros da superfície de Plutão em sua máxima aproximação no dia 14 de julho deste ano", disse Hal Weaver, cientista da missão no laboratório de física aplicada (APL), na Universidade John Hopkins em Laurel, Maryland.

A APL desenhou, construiu e opera a sonda New Horizons e a New Horizons é parte do projeto Novas Fronteiras, gerenciado Centro Espacial de Voos Espaciais da NASA em Huntsville, Alabama.
A lua de Plutão, Caronte é tão grande em relação ao planeta anão, que sua força gravitacional é suficiente para deslocá-lo enquanto ela o orbita.

Hipernovas via: http://www.nasa.gov/press-release/nasa-s-new-horizons-detects-surface-features-possible-polar-cap-on-pluto