segunda-feira, 13 de julho de 2015

New Horizons Revela Que Plutão é Maior do Que se Pensava [Artigo]

Hoje a sonda New Horizons pôs fim a uma questão que durou por décadas: Qual o tamanho real de Plutão?

Agora, cientistas da missão concluíram que Plutão tem um diâmetro de 2.370 km, sendo assim que o que se pensava. Imagens obtidas com a Imageadora de Reconhecimento de Longo Alcance (LORRI) foram usadas para se chegar a esta medição. O achado vem confirmar o que muitos astrônomos suspeitavam: Plutão é realmente maior que todos os outros objetos conhecidos que orbitam o Sol além da órbita de Netuno.
Hipernovas: New Horizons Revela Que Plutão é Maior do Que se Pensava [Artigo]


O debate sobre o tamanho real de Plutão estava em aberto desde sua descoberta, em 1930. Nós estamos muito felizes por finalmente colocar um ponto final a esta questão," disse Bill McKinnon, cientista da missão na Universidade de Washington, St. Louis.

O novo tamanho achado para Plutão implica que sua densidade é menor que a que se pensava anteriormente. Também significa que a parte mais baixa de sua atmosfera, a troposfera, é mais rasa.
O brilhante "coração" misterioso de Plutão aparece na extrema esquerda de Plutão nesta imagem obtida pela New Horizons no dia 12 deste mês, quando a nave estava a 2,5 milhões de quilômetros do planeta anão. Esta área será vista em altíssima resolução quando a sonda passar a apenas 12.500 quilômetros da superfície do planeta anão, na manhã de amanhã.

Medir o tamanho preciso de Plutão sempre foi um desafio por conta de sua fina atmosfera. Sua maior lua, Caronte, não tem uma atmosfera significativa, portanto, foi mais fácil achar seu tamanho usando imagens de telescópios em terra. As observações de Caronte pela New Horizons confirmaram estimativas anteriores de 1208 km de diâmetro.
Uma das características mais intrigantes de Caronte: Seus grandes abismos, maiores que o Grand Canyon, nos Estados Unidos, rotaciona para fora do alcance das câmeras da New Horizons. Quando a sonda passar por Plutão na máxima aproximação, estas feições estarão do lado oposto do campo de visão da espaçonave.

Referência: http://pluto.jhuapl.edu/News-Center/News-Article.php?page=20150713