quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Kepler-453b é o Mais Novo Integrante do Seleto Grupo de Exoplanetas Que Orbitam Duas Estrelas [Artigo]

Um time de astrônomos de Israel, Europa, Coréia e Estados Unidos acabou de anunciar a descoberta do mais novo planeta circumbinário. Trata-se de Kepler-453b, um gigante gasoso que orbita suas estrelas bem em suas zonas habitáveis. A descoberta é muito excitante, pois Kepler-453b pode abrigar uma ou mais exoluas habitáveis e/ou habitadas.
Hipernovas: Kepler-453b é o Mais Novo Integrante do Seleto Grupo de Exoplanetas Que Orbitam Duas Estrelas [Artigo]
Kepler-453b orbitando sua estrela dupla. Imagem: Mark Garlick.



Tal como no planeta fictício Tatooine de Star Wars, Kepler-453b apresenta duas estrelas iluminando seus dias. O planeta leva 240.5 dias para dar uma volta completa em torno de suas estrelas e cada estrela leva 27.3 dias para orbitar uma a outra.

Kepler-453A - A estrela maior - É bem parecida com nosso Sol, com 94% de sua massa. Já Kepler-453B - A estrela menor - Tem apenas 20% da massa do nosso Sol, sendo portanto, muito mais fria e fraca.

O sistema está localizado na direção da constelação de Lyra (inglês), a 1.400 anos-luz de distância. Tem entre um e dois bilhões de anos de idade, sendo assim, bem mais jovem do que nosso Sistema Solar.

Também conhecido como KIC 9632895b, Kepler-453b tem um raio 6.2 vezes maior que o da Terra. Ainda não há uma medida exata de sua massa, mas especula-se que Kepler-453b possa ter até 16 vezes a massa da Terra.

Por conta do seu enorme tamanho e de ser gasoso, Kepler-453b, provavelmente não oferece condições de abrigar vida como a conhecemos, mas é possível que o planeta gasoso possua luas gigantes, tal como acontece com Júpiter e Saturno em nosso Sistema Solar. Neste caso, há probabilidades interessantes para a vida em suas exoluas.

Até pouco tempo, cientistas achavam que planetas circumbinários seriam raros ou até mesmo impossíveis de existir, mas com a descoberta de mais e mais planetas que orbitam duas estrelas simultaneamente, este tipo de sistema vem se mostrando bastante comum em nossa galáxia. Atualmente, estão catalogados 10 sistemas planetários com esta característica e a lista tende a crescer com o advento de telescópios cada vez mais poderosos e sensíveis.

Referências:
1 - http://www.sci-news.com/astronomy/science-kepler453b-circumbinary-exoplanet-03117.html
2- http://arxiv.org/abs/1409.1605