sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Novo Modelo de Formação Planetária Diz Que Pequenas Pedras Dão Origem aos Gigantes de Gás [Artigo]

Gigantes gasosos como Júpiter e Saturno se formam antes, na história inicial do nosso e de outros sistemas solares. Observações de sistemas solares jovens sugerem que os discos de gás e poeira que circundam uma estrela recém-formada, duram entre um e dez milhões de anos, o que indica que os planetas gasosos se formam dentro deste intervalo de tempo.
Hipernovas: Novo Modelo de Formação Planetária Diz Que Pequenas Pedras Dão Origem aos Gigantes de Gás [Artigo]


Planetas rochosos, como a Terra, provavelmente demoram no mínimo 30 milhões de anos para se formar, mas a Terra pode ter demorado até 100 milhões de anos.

Então, o que leva os planetas gasosos a se formar antes dos planetas rochosos?

O modelo tradicional de formação planetária diz que núcleo de planetas gasosos se formam a partir de colisões de corpos com tamanhos entre 100 metros e 100 quilômetros, chamados de planetesimais. Este modelo, no entanto, não suporta o fato dos núcleos se formarem rápido o bastante para capturar os gases que passam a constituir suas densas atmosferas, provenientes do que sobrou da formação de suas estrelas.

Mas um novo modelo, criado pelo professor Martin Duncan, da Universidade Queens, em Kingston, Ontário e seus colegas do Instituto Southwest de Pesquisas, mostra que o ajuntamento de peças menores de rocha, do tamanho de pequenas pedras pode ter permitido que os núcleos dos gigantes gasosos se formassem muito mais rápido.

"Até onde sabemos, este é o melhor modelo para explicar os dois gigantes gasosos (Júpiter e Saturno), os dois gigantes de gelo (Urano e Netuno) e o Cinturão de Kuiper, que temos em nosso Sistema Solar," disse o Dr. Duncan.

O novo modelo prediz que, pelo menos 4 gigantes de gás devem se formar dos restos da formação de uma estrela como o nosso Sol, o que consiste com o que se observa em outros sistemas solares.

"É um alívio chegar a um modelo que funcione, depois de tantos anos de simulações computacionais usando-se o modelo tradicional de formação planetária sem sucesso," conclui Duncan.

Via: http://www.sci-news.com/astronomy/science-how-gas-giants-formed-03149.html
Créditos: Harold F. Levison et al. 2015. Growing the gas-giant planets by the gradual accumulation of pebbles. Nature 524, 322–324; doi: 10.1038/nature14675