terça-feira, 4 de agosto de 2015

Quanto Tempo Levaria Uma Viagem Até Kepler–452b - O Planeta Primo da Terra? [Artigo]

A descoberta do planeta primo da Terra (Kepler–452b) é sem dúvida uma enorme meta científica alcançada. A fantástica descoberta, anunciada alguns dias atrás, o coloca como o candidato mais provável a se parecer com o nosso lindo planeta azul. Kepler–452b preenche inúmeros requisitos, que fazem com que seja o mais forte candidato, dentre um total de 1.030 planetas já confirmados, a abrigar vida. Então há motivos de sobra para nos excitarmos com o fato de o termos localizado na vastidão deste universo.
Hipernovas: Quanto Tempo Levaria Uma Viagem Até Kepler–452b - O Planeta Primo da Terra? [Artigo]
Nave USS Enterprise. Imagem: CBS.



Por outro lado, a prudência diz que não devemos ir muito além da euforia de apenas sabermos que ele está lá. Devemos ter em mente que Kepler–452b está muito longe de nós. Não. Ele está, na realidade, muito, muito, muito, muito, muito longe de nós. À assombrosa distância de 1.400 anos-luz, na direção da constelação do Cisne. É uma distância tão imensa, que é quase impossível que nosso cérebro, acostumado com metros e quilômetros, possa processar. Kepler–452b está tão distante, que faz com que localidades como a Lua e o mais recente visitado Plutão - objetos os quais sabemos que estão muito longe - se pareçam extremamente próximos.

De acordo com uma publicação de Keith Wagstaff (inglês), da NBC, até mesmo a USS Enterprise teria dificuldades em chegar lá. Ele disse, que mesmo que a espaçonave viajasse à velocidade warp 8, ainda levaria 16 meses para que ela finalmente se aproximasse dele. E isto para uma espaçonave que pode ultrapassar a velocidade da luz, coisa que nossa ciência e tecnologia atuais nos dizem ser totalmente impossível.

Sendo mais realistas, se embarcássemos em uma nave que atingisse a mesma velocidade da sonda New Horizons (a qual recentemente visitou Plutão) em direção à Kepler–452b, esta levaria 20 mil anos para percorrer apenas um ano-luz. Isto implica que a viagem completa até lá duraria 28 milhões de anos. Neste intervalo de tempo, nossa espécie teria tempo suficiente para evoluir para formas bem diferentes desta que vemos, quando nos olhamos no espelho.

Então, antes de se excitar a ponto de achar que pode viajar ate lá, para dar um aperto de mãos (ou de tentáculos) em algum ser vivente de Kepler–452b, é bom que tenha em mente que isto talvez nunca venha a acontecer, mas se ainda assim você não desanimou da ideia, saiba que já há passagens para Kepler–452b sendo vendidas (inglês). Se resolver comprar uma destas passagens e realmente for embarcar, espero que seus restos mortais ainda estejam apresentáveis daqui a 28 milhões de anos, quando finalmente desembarcar por lá!

Referência: http://www.sciencealert.com/an-inconvenient-truth-about-earth-2-0-it-s-really-far-away-folks